Cuidar-se

20 05 2010

No processo de autoconhecimento temos momentos de grande alivio, prazer e também de muita dor. Entramos em contato com nossas ilusões, nossas crenças distorcidas sobre nos mesmos o outro e sobre a vida, com o nosso passado e as estratégias que criamos para sobrevivermos.

Descobrimos nossos muitos eus, aprendemos a nomea-los, nos decepcionamos conosco mesmos e aliviamos também muitas auto-exigências. Tudo isto consome muita energia, e nos tira do eixo em muitos sentidos.

O ato de conhecer a si mesmo, seu universo interior pode gerar alguns distúrbios em seu funcionamento mental e também físico. Poderíamos dizer que é um bom desequilíbrio em função de seu resultado mais profundo, mas também se não cuidarmos pode ser inconveniente e incomodo.

Alguns cuidados básicos podemos ter nesta aventura de autodescoberta: Cuidar bem do corpo (cuidando da alimentação, fazendo exercícios, alongamentos, tomando sol, tomando muito liquido, dormindo bem),  diminuído as tensões do dia a dia (através de práticas como yoga, Tai-chi, relaxamento psicofísico, etc.). Entrar em contato com freqüência com a natureza, descansar a mente (meditação, visualizações), procurar ajuda de profissionais de saúde física e mental quando necessário. Recolher-se sempre que possível na prece, na leitura edificante para a alma e na conecção espiritual.