O homem psicológico maduro

O ser humano é o mais alto e nobre investimento da vida, momento grandioso do processo evolutivo que, para atingir a sua culminância, atravessa dife­rentes fases que lhe permitem a estruturação psico­lógico, seu amadurecimento, sua individuação, con­forme Jung.

Ao atingir a idade adulta deve estar em condi­ções de viver as suas responsabilidades e os desafi­os existenciais. É comum, no entanto, perceber-se que o desenvolvimento fisiológico raramente faz-se acom­panhar do seu correspondente emocional, o que se transforma em conflito, quando um aspecto não é identificado com o outro. Em tal caso, o período in­fantil alonga-se e predomina, fazendo-se caracterís­tica de uma personalidade instável, atormentada, in­segura, depressiva ou agressiva, ocultando-se sob vários mecanismos perturbadores.

O seu processo de amadurecimento psicológico, portanto, pode ser comparado a uma larga gestação, cujo parto doloroso propicia especial plenificação.

……

(Ver comentário 1)

Fatores compressivos e difíceis de liberados, pe­los processos castradores do ambiente, quase sem­pre contribuem para que se prolongue a sua imaturi­dade psicológica.

Do ponto de vista tradicional, apresentam-se os fatores hereditários, psicossociais, econômicos, que colaboram positiva ou negativamente para o desen­volvimento psicológico, quase sempre contribuindo para a preservação do estado de imaturidade.

……..

(Ver comentário 2)

Certamente, fatores genéticos contribuem para o desenvolvimento ou não da maturidade psicológi­ca, em se considerando as cargas hereditárias na constituição orgânica, na câmara cerebral, na apare­lhagem nervosa e glandular, especialmente nas de secreção endócrina, na constituição do sexo.

Todavia, não podemos ignorar a preponderância do modelo organizador biológico (MOB) ou perispíri­to, responsável pela harmonização dos implementos de que o Espírito se irá utilizar para o seu processo evolutivo no corpo transitório.

….

(Ver comentário 3)

Graças a esses fenômenos, as pressões psicos­sociais — ambiente, educação, lutas e atividades — apa­recem contribuindo, de uma ou de outra forma, para a realização das metas ou reparação delas, em razão dos processos de mérito ou débito de que cada um se faz portador.

Todos nascem ou renascem nos núcleos familiares e sociais de que necessitam para aprimorar-se, e não conforme se assevera tradicionalmente: que me­recem.

As cargas de genes e cromossomas, as condições psicos sociais e econômicas, formam o quadro dos pro­cessos de burilamento moral-espiritual, resultantes da reencarnação caldeadora dos dispositivos individuais para a evolução.

…….

(Ver comentário 4)

A maturidade psicológica tem um curso aciden­tado, feito de sucessos e repetições, por formar um quadro muito complexo na individualidade humana.

A sua primeira fase expressa-se como maturida­de afetiva……

O próximo passo é o amadurecimento mental……

A mente, no seu contexto e complexidade, resul­ta de duas expressões da sua natureza: o intelecto e a razão, sendo a segunda de formação discursiva e a primeira de caráter intuitivo.

A conquista da razão é relevante…..

Pensar acertadamente é uma meta elevada…..

Logo se apresenta o desafio do amadurecimento moral….

Vencida essa etapa, a maturidade social surge naturalmente…..

(Ver comentário 5)

……

O homem maduro psicologicamente vive a ampli­dão infinita das aspirações do bom, do belo, do verda­deiro, e, esvaído do ego, atinge o self, tornando-se homem integral, ideal, no rumo do infinito.

(Ver comentário 6)

Capitulo 3 – do livro O Ser Consciente de Divaldo Pereira Franco pelo Espírito de Joanna De Ângelis

______________________________________________________________________

Comentários

1- O processo de amadurecimento psicológico como diz Joanna de Angelis é “uma larga gestação, cujo parto doloroso propicia especial plenificação”.

Gestar este processo de amadurecimento é trabalhoso, gradual e contínuo até a dolorosa liberação da imaturidade e do egocentrismo. Quisera nós podermos fazer apenas com leituras, reflexões ou preces. Nossa tarefa é muito mais árdua e complexa, trata-se de confrontar a si mesmo e todas nossas imaturidades.

A psicoterapia em especial, ajuda muito neste processo, porém se não  for trabalhada de forma profunda ao ponto de levar o individuo ao contato com sua individualidade e  sua responsabilidade como ser espiritual, corre o risco de se perder num ego fortalecido, porém imaturo. O processo de amadurecimento psicologico é muito mais que reforçar e fortalecer o ego, pois o ego não é meta do espirito e sim o self e a consciência espiritual.

Chegamos a idade adulta com incontáveis conquistas intelectuais, profissionais, financeiras e sociais, mas com muita frequencia, muito imaturos emocionalmente. Crescemos intelectualmente e culturamente, mas permanecemos crianças emocionais.

Nossas imaturidade emocional, nossa infantilidade nesse aspecto importante da vida é um dos grandes responsáveis pelos desajuste nos nossos relacionamentos interpessoais. Po isso mesmo a inteligência emocional tem sido tão proclamada nos tempos modernos.

2. “Fatores compressivos e difíceis de liberados, pe­los processos castradores do ambiente, quase sem­pre contribuem para que se prolongue a sua imaturi­dade psicológica”.

O próprio meio induz com todo tipo de estímulos, quer castrativos por conta de regras, normas sociais e  estímulos fantasiosos que alimentam a ilusão de nossa parte psíquica imatura que resiste crescer.

3. A ciência atual, ainda materialista, não alcança a importância da influência atávica do espirito através do modelo organizador biológico sobre a maturidade e a desenvolvimento psicológico dos indivíduos. Em muitos casos a ausência desse fator importante impede a compreensão de alguns fatores que diferenciam um individuo de outro.

4. Uma das maiores contribuições da psicologia do espírito está exatamente nesse ponto. A psicologia do ego, não pressupõe algo além do ego a não ser na perspectiva filosófica ou conceitual. Dessa forma nossas feridas internas relacionadas com nossa fase infantil, ficam ampliadas e nos identificamos como vitimas dos nossos pais, do meio ou da vida.

O perdão nesses casos, torna-se muito dificil, já que nessas abordagens teóricas não temos uma responsabilidade espiritual. Joanna de Angelis nesse paragrafo nos lembra que nossos pais, o meio em que nascemos, e vários outros fatores que afetam a vida desse ser encarnante, são material didático para seu crescimento espititual. São situações e circustâncias escolhidas ou orientadas nesse sentido por entidades esclarecidas sobre nossas necessidades enquanto ser em evolução.

Se conseguirmos nos colocar numa situação de igualdade com os nossos pais, aceitando sua condição humana, imperfeita e falha, exatamente como a nossa, poderemos nos abrir para o perdão, de uma maneira mais fácil. Necessitamos perceber, que nossos pais e familiares com suas falhas e caracteristicas pessoais, participam mobilizando nossas imperfeições para nosso crescimento, seguramente facilitará o perdão. Quando assumimos nossa parte (só a nossa), nos acontecimentos dolorosos de nossa vida, torna-nos mais dignos da vida e menos vitímas das circunstâncias.

5. Maturidade psicológica é mais que maturidade emocional, inclue também, maturidade afetiva, mental, moral e social. Se o processo de crescimento emocional (na personalidade) já é trabalhoso, importa então perceber que este trabalho mais amplo envolvendo a individualidade é para vida toda e para muitas encarnações. Mas o trabalho consciente nesse sentido, acelera e torna mais efetivo esse crescimento, portanto é necessário, ser iniciado. Para a Reforma intima, que é um trabalho no espirito, precisamos amadurecer a personalidade para que ela seja instrumento da vida e das conquistas da alma encarnada.

6. É necessario conquistarmos a maturidade da personalidade, o fortalecimento do ego para só então, esvaziarmos e nos desapegarmos, só assim poderemos  nos voltamos para o self, com todos  os anseios do espirito eterno.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




%d blogueiros gostam disto: